Muitos se fazem essa pergunta quando chega a hora de decidir em ter o próprio escritório.

Que o Coworking é econômico, todos já sabem. Mas e o que mais? Bem… vim aqui para te ajudar nisso. 🙂

O Coworking

Antes de tudo, você precisa entender o que é o Coworking. E não. Ele não é somente um escritório compartilhado.

Coworking é um ambiente de trabalho onde as pessoas podem trabalhar, promover o networking, se desenvolver profissionalmente (e pessoalmente – por que não?), aumentar a criatividade e reduzir o stress. A proposta é justamente fugir do modelo tradicional de escritório, onde você vai para trabalhar e depois volta pra casa – como se fosse uma rotina robótica.

E o principal valor do Coworking está nas pessoas. São elas que fazem o ambiente se tornar cada vez mais interessante por meio dos relacionamentos e conexões que são criados. Independente de você ser um advogado e seu coworker (pessoa que trabalha junto com você no Coworking) ser um Designer, ambos podem contribuir para o crescimento mútuo.

Muito mais que um escritório, somos um grupo de pessoas que contribuem para o desenvolvimento de todos.

A colaboração é motor de toda esse rede e é por isso que os espaços de Coworking também são chamados de Escritórios Colaborativos.

Home Office, Escritório Próprio ou Coworking?

Mas um dos maiores enganos é achar que se você trabalha em um Coworking, você não tem um escritório. Na verdade ele é o escritório de todos.

A ideia do espaço é justamente ter um pouco da cara e jeito de todos que trabalham ali construindo a comunidade (sim! Você estará fazendo parte de uma comunidade de profissionais). Por isso que cada escritório tem um jeito diferente, e será muito improvável que você encontre dois espaços de Coworking iguais – afinal terão sempre pessoas diferentes neles.

Mas aí você me pergunta: “Certo! Mas eu quero ter uma sala só pra mim. Não consigo me acostumar a estar numa sala com pessoas diferentes e minha atividade profissional não permite isso”.

Isso é uma das coisas mais simples de resolver, já que grande parte dos espaços de Coworking possuem, também, salas privativas. E a parte mais legal é que você não precisa se preocupar com as despesas, manutenção ou rotinas diárias do escritório (como preparar o café, trocar o garrafão de água e concertar o ar-condicionado que quebrou). O Coworking se encarrega de resolver tudo isso pra você, te deixando focar 100% das suas energias no seu trabalho.

Além da sala privativa, os espaços de Coworking acabam oferecendo também várias opções diferentes para cada tipo de necessidade. Por isso listei aqui embaixo alguns exemplos pra você:

  • Universitários que pegam freelas: podem optar pelas estações de trabalho rotativas durante o turno posterior à faculdade.
  • Pós-Graduandos que precisam de um local tranquilo pra terminar seus projetos, dissertações e teses: podem optar pelas estações rotativas e não serem interrompidos durante os estudos.
  • Profissionais que trabalham remotamente: podem optar pelas estações rotativas ou fixas, deixando a o ambiente de casa para descansar.
  • Representantes Comerciais que passa muito tempo na rua atendendo clientes e precisa de uma local para ser sua base e organizar o trabalho: podem optar por estações rotativas com acesso em tempo integral para garantir acesso a qualquer hora do dia.
  • Arquitetos e Designers que precisam de um local fixo para montar seus equipamentos de trabalho e guardar mostruários: podem escolher as estações fixas com armário para não precisar ficar carregando o material pra todo canto.
  • Empreendedores que precisam trabalhar de casa, mas também precisam formalizar o negócio com um CNPJ: podem optar pelo serviço de endereço fiscal.
  • Startups ou Empresas pequenas que precisam de um espaço pra suas equipes: podem optar pela sala privativa para focar todos os os esforços na captação de clientes e estratégia do negócio.
  • Médias e Grandes Empresas que precisam de um espaço para treinar seus times ou realizar imersões de planejamento: podem optar pela sala de treinamento com toda a comodidade.

Viu? O Coworking é muito mais que um escritório compartilhado. Ele pode ajudar vários tipos de negócios e profissionais diferentes. Fora os eventos que sempre rolam com conteúdo para agregar ainda mais o desenvolvimento de quem faz parte da comunidade.

Os benefícios são inúmeros, mas o mais legal (na minha opinião) é poder conhecer sempre pessoas novas que acabam contribuindo de alguma forma para a nossa vida pessoal e profissional.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre o Coworking, que tal dar uma chance a ele?

Nós estamos aqui pra ajudar você e seu negócio. Porque muito mais que um escritório, somos um grupo de pessoas que contribuem para o desenvolvimento de todos.

Comentar